01 julho 2010

Treino funcional e emagrecimento

Efeito do treinamento funcional sobre o índice de massa corporal, percentual de gordura e perimetria de mulheres entre 30-40 anos

Effects of functional training on body mass index, fat percentage and perimetry of women between 30-40 years

Vânia Rodrigues Rufino de Sá¹*, Mariane Borges Albo²

¹Licenciada em Educação Física pela Universidade Salgado de Oliveira
Discente do curso de Bacharel em Educação Física da Universidade Salgado de Oliveira
²Licenciada em Educação Física pela Universidade Maria Thereza
Bacharel em Educação Física pela Universidade Maria Thereza - Especialista em Pilates – LIFE



Resumo – Evidências científicas comprovam a importância da atividade física como um recurso fundamental no processo preventivo da obesidade. O problema enfatizado é que diversas estratégias de emagrecimento têm se fundamentado principalmente nos exercícios aeróbios e de contra-resistência, quais seriam, entretanto, os efeitos do treinamento funcional? O objetivo do presente estudo é investigar o efeito do treinamento físico funcional (em circuito) sobre o índice de massa corporal, percentual de gordura e medidas perimétricas de mulheres com idade entre 30-40 anos. Trata-se de uma pesquisa experimental, com amostra de 7 indivíduos do sexo feminino, idade entre 30-40 anos, que durante 4 semanas executaram treinamento funcional com a finalidade de emagrecer. Os seguintes procedimentos foram aplicados: Entrevista–anamnese, cálculo do índice de massa corporal, percentual de gordura (protocolo de Pollok) e medidas perimétricas. As medidas foram coletadas antes e após as 4 semanas do treinamento funcional. O treinamento foi realizado em circuito, com 10 estações, envolvendo bola suíça, faixa elástica, cama elástica, step, bosu, medicine boll, extensor, iniciando, intermediando e finalizando em esteira ou ciclo ergômetro. Os resultados apontam reduções médias de 0,84 no percentual de gordura e 0,45 cm em circunferências. Conclui-se que o treinamento funcional parece ter uma resposta positiva sobre a maioria das variáveis investigadas, constituindo-se em estratégia útil para a prevenção da obesidade.
Palavras chaves: mulheres, obesidade, treinamento funcional.




20 fevereiro 2010

pilates e exercícios - diferenças e fusão

No meu trabalho como educadora física cusmumo aplicar as "fusões de exercícios", ou seja dinamizar vários tipos de métodos, sejam eles pilates com musculação, musculação e treinamento funcional, ginástica localizada etc.
Mas estariam corretos a execução de movimentos no pilates, sem a devida concentração, respiração, e meditação, por exemplo? Existem profissionais que criaram nomes para demarcar a fusão pilates/ yoga,tais como: yolates ou yogilates. A começar pelo yoga ,desde que foi criado em torno de cerca de 2000 anos atrás, a prática de Yoga tem uma história rica. Espiritualmente, Yoga vai além do nosso planeta humilde e se estende até os céus: A missão original do Yoga foi para limpar e purificar o corpo para receber o poder divino de Deus. Hoje, enquanto muitos ainda preservam este como seu objetivo a prática, outros usam para promover a saúde, fitness e estabilidade mental. Numa aula de Yoga, você pode esperar desafios, principalmente do controle mental.
Desenvolvido apenas 90 anos atrás por Joseph Pilates, o método Pilates é uma experiência puramente físico que não contém quaisquer elementos espirituais. A prática de Pilates portanto, é um programa que se inspira na sabedoria moderna sobre o corpo humano. Por isso perfeitamente pode ser utilizado como exercício puro e simples e traduzir a vida real. O método criado por Joseph Pilates era chamado por ele mesmo de "Contrologia", que se preconiza como objetivo principal a ativação do conjunto de músculos que formam a "casa de força" do ser humano. Para tal, é necessário que se esteja concentrado,e a respiração seja correta, para que todo movimento seja feito a partir daquele ponto. Por isso talvez seja a idéia de fusão do yoga com o pilates, através de posturas semelhates ou respiração. Podemos integrar, no meu ponto de vista, todas os movimentos e métodos como forma de experimentação, e porque não? Desde que sejam dentro das possibilidades de cada ser humano, podemos desenvolver formas diferenciadas de movimentos. Não separo mais por exemplo, a execução de abdominais na musculação ou ginástica e os abdominais do método contrologia. Para mim a maneira correta de execução pertence a esse método.

Autor: Albo, Mariane